Viana do Alentejo quer remodelar escola e construir centro social este ano

O início da remodelação da Escola EB 2,3 Dr. Isidoro de Sousa e da construção de um Centro Social em Aguiar são duas das apostas, este ano, da Câmara de Viana do Alentejo.

“Temos várias obras que prevemos iniciar este ano. É uma previsão porque, naturalmente, estes processos das obras são complexos e demoram algum tempo”, mas alguns dos projetos até “já têm candidaturas aprovadas a fundos comunitários”, disse à agência Lusa o vice-presidente do município, João Pereira.

Segundo o autarca, a comparticipação de apoios da União Europeia para diversos projetos já foi aprovada através do programa operacional regional Alentejo 2020, mas a câmara aguarda ainda visto do Tribunal de Contas.

A remodelação da Escola EB 2,3 Dr. Isidoro de Sousa, em Viana do Alentejo, é o projeto com o volume financeiro mais elevado, a rondar os 2,3 milhões de euros, sendo comparticipado pelo Alentejo 2020 em quase 1,9 milhões de euros (o restante é suportado pelo Ministério da Educação e pela autarquia).

“Este ano inscrevemos no orçamento cerca de 1,5 milhões de euros. Já mandámos o projeto para o Tribunal de Contas e aguardamos o respetivo visto”, disse, indicando que as obras incluem, entre outras, a substituição de coberturas, algumas delas em fibrocimento, redes de água e de esgotos ou melhoramentos térmicos dos edifícios.

O arranque da construção do Centro Social de Aguiar, sede de uma das freguesias do concelho, é outra aposta, num investimento total de quase 1,2 milhões de euros, dos quais 800 mil garantidos por apoios europeus.

“Ainda este mês, vamos assinar o contrato com o empreiteiro e, depois, vai para o Tribunal de Contas”, referiu, assinalando que o projeto, que deverá “levar mais de um ano” a executar consiste num “pavilhão polivalente” para a realização de iniciativas “culturais e desportivas” e com espaços “para acolher a biblioteca” ou mesmo um “dedicado ao voluntariado”.

Estes são dois dos investimentos do orçamento de quase 9,9 milhões de euros do município de Viana do Alentejo para este ano, o que representa “um aumento de cerca de 16% face ao orçamento inicial aprovado de 2019”, ligeiramente superior a 8,5 milhões, esclareceu João Pereira.

O orçamento deste ano passou na câmara com os votos a favor da maioria PS e dois votos contra da CDU e na assembleia municipal com os votos favoráveis da maioria PS, seis contra da CDU e um do PSD e uma abstenção da CDU, segundo dados do município.

O vice-presidente destacou ainda à Lusa outras obras previstas arrancar este ano, como a requalificação da zona envolvente ao Santuário de Nossa Senhora d’Aires (orçadas em 779 mil euros, com financiamento comunitário de 620 mil) e a 3.ª fase da reabilitação urbana do centro histórico da sede de concelho, com a substituição de infraestruturas de águas e esgotos e novos pavimentos (orçada em 626 mil euros, financiado em 400 mil).

“Também queremos criar o Centro de Acolhimento Turístico da Estrada Nacional (EN) 2 em Alcáçovas”, sede da outra freguesia do concelho, que prevê um investimento de 272 mil euros, realçou o vice-presidente, que explicou que a candidatura foi apresentada ao Alentejo 2020 e está em análise para financiamento: “Esperamos que seja aprovada”.