Unidade de saúde do Norte Alentejano acusada de desrespeitar legislação

O Sindicato dos Enfermeiros Portugueses (SEP) acusou esta quinta-feira a Unidade Local de Saúde do Norte Alentejano (ULSNA), no distrito de Portalegre, de não respeitar a legislação em vigor no concurso que abriu para o recrutamento de enfermeiros.

Em causa, segundo um comunicado enviado à agência Lusa pela Direção Regional do Alentejo do SEP, está o horário de trabalho de 40 horas semanais que consta no anúncio da ULSNA para a admissão de enfermeiros.

O SEP realçou que o acordo coletivo de trabalho determina que o período normal de trabalho é de 35 horas para todos os enfermeiros independentemente do vínculo, adiantando que já solicitou um esclarecimento e retificação urgente.