Prisão preventiva para dois suspeitos de furtos em Évora, Faro e Espanha

 

O Tribunal de Ferreira do Alentejo decretou a prisão preventiva, a medida de coação mais grave, de dois homens detidos por suspeitas de furtos em Évora, Faro e Espanha.

 

Segundo um comunicado do Comando Territorial de Beja da GNR, enviado à agência Lusa, o interrogatório judicial dos dois homens, de 19 e 29 anos, decorreu na segunda-feira, no Tribunal de Ferreira do Alentejo.

 

Os dois suspeitos foram detidos, no sábado, por militares do Posto Territorial de Ferreira do Alentejo da GNR pelo crime de furto.

 

Na sequência de uma ação de fiscalização rodoviária, os militares abordaram uma viatura, onde seguiam os dois homens, tendo verificado que transportavam “artigos cuja proveniência era suspeita”, refere o comunicado.

 

Após algumas diligências para apurar a origem dos artigos, segundo a GNR, foi verificado serem provenientes de três furtos, em dois estabelecimentos de venda de veículos, localizados nos distritos de Évora e de Faro, e em Espanha, numa fábrica de transformação de carnes, no início deste mês.

 

Na operação, a GNR apreendeu todo o material que estava a ser transportado no veículo de mercadorias pertencente aos suspeitos, nomeadamente um trator e um motocultivador, um motociclo, uma bicicleta, 460 litros de gasóleo, 13 presuntos “Pata Negra”, três caixas de ferramentas, duas colunas de som, um amplificador e dois capacetes.

 

A força de segurança apreendeu, ainda, um capot de viatura e um ‘boost’ para bateria auto, três motosserras, uma máquina de pressão de água, uma rebarbadora, um berbequim, um aparelho de soldar, um televisor LCD, uma máquina de café, um fogão e 673 euros em numerário.