Plataforma Alentejo quer falar de acessibilidades com Presidente da República

A Plataforma Alentejo revelou ter solicitado audiências urgentes ao Presidente da República, primeiro-ministro e partidos políticos para reivindicar a melhoria das acessibilidades rodoviárias, ferroviárias, marítimas e aéreas na região.

O secretariado da plataforma, em comunicado, assinalou ter enviado ao Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, ao primeiro-ministro, António Costa, e aos partidos políticos uma “Exposição sobre as acessibilidades no Alentejo”.

Conta a Lusa que a estrutura pediu, “com caráter de urgência, a marcação de audiências” aos destinatários do documento, atendendo a “novos conhecimentos” obtidos graças, por exemplo, ao “acesso a Estudo Técnico da REFER sobre a Linha do Alentejo”, o qual “vem confirmar a justeza dos trabalhos apresentados pelos técnicos que apoiam a Plataforma Alentejo”.

Uma “rede ferroviária como base do modelo de ordenamento e gestão do território”, uma “rede rodoviária a concluir no Alentejo como complementar à rede ferroviária” ou a aposta no porto de Sines e na “urgência de acessibilidades terrestres, sobretudo ferroviárias que lhe garanta segurança e fiabilidade junto dos operadores que a ele recorram” são algumas das reivindicações da plataforma.