Maior projeto fotovoltaico flutuante da Europa vai ser instalado no Alqueva

A Empresa de Desenvolvimento e Infraestruturas do Alqueva (EDIA) anunciou que vai investir 50 milhões de euros na instalação de dez centrais fotovoltaicas flutuantes no empreendimento, constituindo “o maior projeto fotovoltaico flutuante da Europa”.

Segundo a EDIA, as dez centrais, que serão unidades de produção para autoconsumo, vão ser instaladas junto às estações elevatórias da rede primária do Empreendimento de Fins Múltiplos do Alqueva (EFMA) e ocupar uma área com cerca de 50 hectares sobre a água.

As centrais vão ter uma potência total instalada de 50 megawatts-pico (MWp) e uma produção anual de energia estimada em 90 gigawatts-hora (GWh), o que “será suficiente para abastecer cerca de 2/3 de toda a população do Baixo Alentejo”, refere a EDIA.