Hospital de Beja vai ter equipamento de ressonância magnética

O hospital de Beja já tem financiamento comunitário assegurado para comprar um equipamento de ressonância magnética, que custa um milhão de euros.

É o único distrito onde atualmente não se fazem exames deste tipo.

Segundo disse hoje à agência Lusa a presidente do conselho de administração da Unidade Local de Saúde do Baixo Alentejo (ULSBA), Conceição Margalha, a candidatura para obter cofinanciamento comunitário para a compra de um equipamento de ressonância magnética para o hospital de Beja foi “recentemente aprovada”,

Desta forma, e ainda segundo a dirigente em causa, o financiamento necessário para comprar o equipamento está “garantido” em 85% por fundos comunitários, através do programa Portugal 2020, sendo os restantes 15% assegurados por verbas da ULSBA, que gere o hospital de Beja.