Homem em prisão preventiva por maus-tratos a avô em Odemira

Um homem, de 25 anos, foi detido pela GNR e ficou em prisão preventiva por decisão judicial por alegada violência doméstica contra o seu avô, de 65 anos, no concelho de Odemira.

Em comunicado enviado no sábado, o Comando Territorial de Beja da GNR revelou que o suspeito foi detido, na quinta-feira, através do Núcleo de Investigação e de Apoio a Vítimas Específicas (NIAVE) de Beja.

“Na sequência de um processo de violência doméstica, os militares da Guarda apuraram que o suspeito exercia violência física e psicológica para com a vitima, [o] seu avô, de 65 anos”, pode ler-se no comunicado.

No âmbito das diligências policiais, a GNR deu cumprimento a um mandado de detenção, tendo o suspeito sido presente a primeiro interrogatório no Tribunal Judicial de Odemira, que decretou a prisão preventiva, a medida de coação mais gravosa.

No comunicado, a Guarda lembrou que a violência doméstica é crime público e que a sua denúncia é uma responsabilidade coletiva.