GNR detém suspeito de violência doméstica e apreende 21 armas em Odemira

Um homem, de 45 anos, foi detido no concelho de Odemira e ficou em prisão preventiva por alegada violência doméstica sobre a companheira, tendo-lhe sido apreendidas 21 armas, anunciou esta sexta-feira a GNR.

Em comunicado, o Comando Territorial de Beja da GNR explicou que o suspeito foi detido por militares do Posto Territorial de Vila Nova de Milfontes.

O homem foi presente, na quinta-feira, ao Tribunal Judicial de Odemira, que lhe aplicou a prisão preventiva como medida de coação.

Os militares agiram na sequência de uma denúncia anónima, feita na terça-feira, que indicava que o homem “exercia violência psicológica, com recurso a armas de fogo, sobre a sua companheira de 36 anos”, na localidade de Vila Nova de Milfontes, no concelho de Odemira.

“A GNR deu cumprimento a um mandado de detenção e a dois mandados de busca, à residência e à viatura do suspeito”, diligências que culminaram “na sua detenção e na apreensão de 21 armas”, destacou a guarda.

Da apreensão constam três armas de fogo, 14 armas brancas, duas armas de pressão de ar, um machado e uma arma de pesca submarina, assim como 407 munições de diversos calibres e 53 gramas de canábis.