Fábrica acusada de não ter eliminado problema de poluição em Fortes

A Associação Ambiental dos Amigos de Fortes, em Ferreira do Alentejo, acusou a fábrica AZPO de não ter eliminado a emissão de gases poluentes sobre a população e mostrou “perplexidade” com a “continuidade do problema ambiental”.

Contactado pela Lusa, Nuno Carvalho, administrador da AZPO – Azeites de Portugal, que transforma bagaço de azeitona e está situada perto da aldeia de Fortes, no concelho de Ferreira do Alentejo, escusou-se a reagir às acusações da associação.

A laboração da AZPO, que tinha sido suspensa em junho de 2018 por ordem do IAPMEI e devido a infrações graves cometidas pela fábrica, foi retomada em novembro de 2018, após a empresa ter realizado um investimento de 1,2 milhões de euros que disse servir para reduzir o impacte ambiental e cumprir condições impostas pelo licenciador para poder retomar a atividade.