Detido suspeito de crime de tráfico de pessoas no Alentejo

 

A Polícia Judiciária anunciou esta sexta-feira a detenção de um homem por suspeitas da prática do crime de tráfico de pessoas para trabalhos agrícolas no Alentejo, onde viviam em “condições desumanas” e “sujeitas a ameaças”.

 

O homem, de 40 anos, foi detido na quarta-feira em cumprimento de um mandado de detenção emitido pelo Juiz de Instrução Criminal de Cuba, adiantou à agência Lusa fonte da PJ.

 

Segundo a mesma fonte, o homem foi submetido a primeiro interrogatório judicial no Tribunal de Cuba, na quinta-feira, e saiu em liberdade sujeito à medida de coação de apresentações bissemanais às autoridades.

 

O homem foi detido no âmbito de uma investigação pelo crime de tráfico de pessoas no Alentejo, desenvolvida pela PJ na sequência de indícios sobre atividade suspeita associada a angariação de mão-de-obra no Leste da Europa e a exploração laboral, refere aquela polícia num comunicado enviado à agência Lusa.

 

As vítimas de tráfico de pessoas, homens e mulheres estrangeiros, respondiam, através da Internet, a propostas de emprego para trabalhos agrícolas no Baixo Alentejo e depois, já em Portugal, “ficavam privadas de documentação de identificação e de remuneração, sofriam ameaças e viviam em condições desumanas de habitabilidade” e com “alimentação deficiente”, explica a PJ.