Covid-19: Surto com quatro mortes em lar da Misericórdia de Alcácer do Sal

Um surto de covid-19 no Lar Rainha Isabel da Misericórdia de Alcácer do Sal já provocou a morte a quatro idosos, estando 34 residentes e 17 funcionários infetados, disse esta terça-feira à agência Lusa o provedor.

De acordo com o responsável, Fernando Reis, o surto foi detetado “há dez ou 12 dias”, depois de “uma funcionária ter testado positivo”, obrigando à realização de testes aos 75 residentes daquela instituição.

Nos “testes em massa”, que foram efetuados nas últimas semanas, “34 idosos testaram positivo e, destes, apenas três têm sintomas ligeiros, estando os restantes assintomáticos”, revelou o responsável da estrutura residencial para idosos que contabiliza a morte de quatro utentes com covid-19.

“O mais dramático é que já faleceram quatro idosos devido à covid-19, três na unidade hospitalar e um na instituição”, enquanto três utentes estão hospitalizado” no Hospital do Litoral Alentejano, em Santiago do Cacém, lamentou.

Segundo Fernando Reis, dos 36 cuidadores desta estrutura, “17 estão positivos e três estão em quarentena a aguardar resultado” dos testes realizados pela Autoridade de Saúde Pública local.

Dos 17 funcionários, “apenas uma colaboradora, com 47 anos, foi hospitalizada numa situação muito complicada, embora já esteja a recuperar. Os restantes [cuidadores] encontram-se bem”, avançou.

“Conseguimos funcionar com nove pessoas por turno ‘em espelho’ para o caso de se infetarem, mas ainda temos alguma reserva. Neste momento a situação é muito complicada, mas ainda não é dramática”, garantiu.

Neste momento, o “panorama é estável”, indicou o provedor da instituição, que vai “testando, através dos testes rápidos, algum sintoma que possa surgir entre os idosos que estão negativos”.

Os utentes positivos “estão em isolamento” e os restantes “confinados aos quartos”, acrescentou.

Contactado pela Lusa o presidente da Câmara de Alcácer do Sal, Vítor Proença, confirmou a existência de um outro surto “nas duas estruturas residenciais” da Associação Unitária de Reformados e Pensionistas Idosos do Concelho de Alcácer do Sal (AURPICAS), não tendo, contudo, indicado o número de infetados.

Os surtos na misericórdia e nesta associação constituem “uma situação que está a gerar muita preocupação, tendo em conta o número elevadíssimo de casos positivos”, adiantou.

O concelho de Alcácer do Sal, que se encontra no nível extremo de risco de contágio pela covid-19, contabiliza 223 casos ativos confirmados e oito óbitos, de acordo com o boletim epidemiológico divulgado segunda-feira pelo município.