Covid-19: Sobe para sete o número de mortos na Misericórdia de Alcácer do Sal

O número de óbitos no surto de covid-19 no Lar Rainha Isabel da Misericórdia de Alcácer do Sal aumentou para sete, estando cinco idosos hospitalizados, revelou esta terça-feira o provedor daquela instituição.

O responsável, Fernando Reis, indicou que o número de mortes de utentes da instituição, que tem um surto ativo desde o início deste mês, passou de quatro para sete, em comparação com o anterior balanço feito pela agência Lusa, no dia 19.

Só nos últimos dias, morreram três utentes devido à doença provocada pelo novo coronavírus SARS-CoV-2, os quais estavam internados no Hospital do Litoral Alentejano, em Santiago do Cacém.

“Desde o início do surto, já faleceram sete utentes por covid-19”, sendo que “a maioria estava hospitalizada” e “apenas uma idosa, de 100 anos, faleceu na nossa instituição”, avançou o provedor.

Este surto de covid-19 num dos lares da Misericórdia de Alcácer do Sal infetou um total de 34 idosos, incluindo os que morreram, e 19 funcionárias.

Segundo o responsável, “neste momento, o número de residentes infetados com covid-19 baixou para 13”.

Os utentes infetados “continuam assintomáticos”, enquanto os profissionais, com exceção de uma trabalhadora “que continua hospitalizada”, apresentam “alguns sintomas”, mas “estão bem” disse o provedor.

“Por estarmos a entrar na fase dos 20 dias desde o início da infeção, vamos arrancar aos poucos com o desconfinamento. Ontem [segunda-feira] houve residentes, os que se infetaram em primeiro lugar, que desceram dos quartos para as salas de convívio, cumprindo as regras como o uso das máscaras e evitando o cruzamento entre utentes”, explicou.

O surto foi detetado no início deste mês, depois de “uma funcionária ter testado positivo”, obrigando à realização de testes aos 75 residentes e funcionários daquela instituição.