Covid-19: Número de mortos em Reguengos de Monsaraz sobe para 12

A morte de três pessoas infetadas com covid-19 elevou este domingo para 12 o número de óbitos relacionados com o surto em Reguengos de Monsaraz.

As vítimas, uma mulher de 93 anos, um homem de 82, e outro de 52, que é a primeira vítima na comunidade do surto detetado num lar em 18 de junho, estavam todas internadas no Hospital do Espírito Santo de Évora (HESE).

Trata-se do dia mais ‘negro’ desde a deteção do surto no lar da Fundação Maria Inácia Vogado Perdigão Silva (FMIVPS), que não tinha ainda registado mais do que duas vítimas mortais num único dia.

Nas instalações do lar ocorreram três óbitos, com a morte de um utente com cerca de 70 anos (no dia 24) e de uma utente de 92 anos (dia 25), às quais se juntou, na quinta-feira, o falecimento de uma mulher de 94 anos.

No HESE faleceram as restantes nove vítimas, de 82 anos (dia 27), de 91 e 89 anos (na segunda-feira), de 92 e 42 anos (na quarta-feira) e de 87 anos (na sexta-feira), além das três registadas este domingo.

Apesar os três óbitos, o número de doentes internados no HESE subiu para 20, (eram 17 no sábado), dos quais cinco encontram-se na Unidade de Cuidados Intensivos (UCI).

Entre os doentes internados na UCI estão quatro utentes do lar da FMIVPS e um dos casos de infeção na comunidade.

Dos restantes infetados, os funcionários da instituição encontram-se a recuperar nas suas residências, assim como alguns dos utentes, enquanto mais de meia centena de idosos foram transferidos das instalações do lar, na sexta-feira, para um pavilhão montado para o efeito no parque de feiras de Reguengos de Monsaraz.