Covid-19: Morreu idoso infetado no lar em Reguengos de Monsaraz

Um dos idosos do lar de Reguengos de Monsaraz infetados com covid-19 morreu na quarta-feira, ao final do dia, anunciou a câmara municipal.

“Infelizmente aconteceu ontem [quarta-feira], ao final do dia, uma fatalidade com o falecimento de um idoso que se encontrava no lar” e que já anteriormente tinha “testado positivo” para a covid-19, revelou hoje o município, em comunicado, enviando “sentidas condolências” à família e aos amigos.

Esta é a primeira morte registada entre os utentes do lar de Reguengos de Monsaraz, no distrito de Évora, desde que foram conhecidos casos de covid-19 neste equipamento.

“O idoso morreu no lar com acompanhamento de médicos do centro de saúde”, relatou hoje à agência Lusa o presidente da câmara, José Calixto, dizendo desconhecer a idade da vítima.

Segundo a autarquia, no total, há registo no concelho de “122 casos positivos acumulados” da doença provocada pelo novo coronavírus SARS-CoV-2, “oito dos quais curados e 114 ativos”.

Do total de casos ativos, foram já detetados 22 casos na comunidade e 92 dizem respeito ao lar da Fundação Maria Inácia Vogado Perdigão Silva (FMIVPS), onde surgiu o foco da doença, há precisamente uma semana, com 70 utentes e 22 trabalhadores infetados, atualizou hoje a autarquia.

No Hospital do Espírito Santo de Évora (HESE), estão internados quatro utentes do lar, um dos quais em cuidados intensivos, e um profissional da mesma instituição de apoio à terceira idade.

“Os restantes profissionais positivos estão a recuperar nas suas residências”, explicou a câmara, indicando que os oito utentes do lar que “tiveram um segundo teste negativo foram transferidos para um equipamento de primeira linha” na cidade, na quarta-feira à tarde.

De acordo com a câmara, outros cinco idosos foram “temporariamente para a residência de familiares”, enquanto os utentes que estão infetados com covid-19 permanecem no lar.

A nova Área Dedicada Covid-19 de Reguengos de Monsaraz, instalada nos Pavilhões Multiusos de Parque de Feiras e Exposições, já iniciou a atividade.

“Continuaremos testes na comunidade de acordo com as decisões da Autoridade de Saúde Pública, sendo previsível a intensificação da cadência de testagem”, realçou.

A câmara referiu ainda, no mesmo comunicado, que o total de casos registado no concelho verifica-se “num universo de cerca de 700 testes” já realizados, sendo conhecidos os resultados de “mais de 250 testes”.

Na passada quinta-feira, foi detetado o primeiro caso positivo de covid-19 no lar da Fundação Maria Inácia Vogado Perdigão Silva, o de uma utente que foi de imediato internada no hospital de Évora, tendo sido iniciada nesse dia a testagem a todos os funcionários e utentes da instituição e, posteriormente, à comunidade.

Serviços do município, escolas, creches e jardins-de-infância locais, atividades de apoio à família e alguns estabelecimentos comerciais foram encerrados na cidade, tendo igualmente diversos lares em concelhos vizinhos de Reguengos de Monsaraz voltado a suspender as visitas aos seus utentes, como medida preventiva.