Criado “ponto de encontro virtual” entre produtores e consumidores no distrito de Beja

Uma agência de desenvolvimento e cinco municípios do distrito de Beja criaram um programa para permitir um “ponto de encontro virtual” entre produtores e consumidores e apoiar a produção local devido a restrições da pandemia de covid-19.

Trata-se do “Programa Alimentar Local”, que envolve a ESDIME – Agência para o Desenvolvimento Local no Alentejo Sudoeste e os municípios de Aljustrel, Almodôvar, Castro Verde, Ferreira do Alentejo e Ourique.

Segundo a ESDIME, o programa é “um ponto de encontro virtual entre quem consome em casa e quem produz” e tem disponibilidade para entregar produtos ao domicílio no território de abrangência da agência e que é formado pelos cinco concelhos.

A atual situação provocada pela pandemia de covid-19 “obrigou” as pessoas a mudarem de hábitos e “quem pode deve ficar em casa”, mas todos precisam de se alimentar e também é “importante” que os produtores locais tenham condições para continuar a vender os seus produtos “em segurança”, frisa a ESDIME.

Por isso, o programa surge como uma “solução” para garantir a alimentação de famílias “forçadas a permanecer em casa” devido à pandemia e como “um apoio à produção local, convidando os produtores locais a fazerem entregas ao domicílio”.

Os produtores dos cinco concelhos interessados em aderir gratuitamente ao programa devem contactar a ESDIME.

As informações sobre os produtores aderentes, os produtos disponibilizados e as formas como os consumidores podem encomendar e pagar diretamente aos produtores os produtos que desejam comprar estão disponíveis nas páginas do programa nas redes sociais Facebook e Instagram.