Câmara de Gavião investe 2,6M€ em imóveis para criar dois museus

A Câmara de Gavião, no distrito de Portalegre, vai investir 2,6 milhões de euros na recuperação de dois imóveis com o objetivo de criar dois núcleos museológicos e um posto de turismo.

A primeira obra, que vai contar com a assinatura do arquiteto Carrilho da Graça, envolve a recuperação do antigo seminário daquela vila do Alto Alentejo, num projeto com um investimento de 1,3 milhões de euros.

“Este espaço que nós vamos recuperar vai acolher uma grande coleção de coches que está agora guardada numa quinta perto de Gavião, que é a Quinta da Margalha”, disse o presidente do município, José Pio, em declarações à agência Lusa.

O autarca referiu que a obra é para “arrancar este ano”, mas explicou que necessita ainda do visto do Tribunal de Contas.

“A obra tem, depois, um prazo de execução de 365 dias, a partir da data da consignação”, acrescentou.

A recuperação da casa João Ascensão, no centro daquela vila alentejana, é outro projeto que o município tem em carteira.

“Esta obra já foi objeto de concurso público, a empresa já está escolhida e trata-se de uma obra de duração de 500 dias. Estamos neste momento a preparar a documentação para pedir autorização ao Tribunal de Contas”, disse.

A recuperação deste imóvel, num investimento de 1,3 milhões de euros, tem como objetivo albergar o espólio do maestro Sílvio Pleno e um posto de turismo.

A recuperação da zona envolvente ao imóvel vai permitir a ligação entre as piscinas municipais e a zona de serviços e comércio de Gavião.