Bombeiros de Évora compram veículo de combate a incêndios e novos equipamentos

Os bombeiros de Évora adquiriram este mês um novo veículo florestal de combate a incêndios (VFCI) e 60 equipamentos de proteção individuais, num investimento total de quase 180 mil euros, revelou o presidente da associação humanitária.

O novo veículo substitui um outro que ficou inoperacional durante o combate a um incêndio florestal em 2018, indicou o presidente da Associação Humanitária dos Bombeiros Voluntários de Évora, João Inverno, em declarações à agência Lusa.

Segundo o responsável, a aquisição da viatura, na ordem dos 98 mil euros, foi comparticipada em 30 mil euros pela Autoridade Nacional de Emergência e Proteção Civil e em 40 mil pela Câmara de Évora e pelas juntas de freguesia do concelho.

Este carro foi comprado “em segunda mão”, porque “um novo custa 170 mil euros”, assinalou o presidente da associação humanitária, adiantando que a viatura em causa tem oito anos e foi importada da Alemanha.

João Inverno referiu que, “do ponto de vista do combate a incêndios, foi reposto o equilíbrio” na corporação alentejana, mas admitiu a compra, mais tarde, de um outro veículo para o combate a incêndios urbanos.

“Há mais um carro que temos necessidade de substituir. É um veículo urbano de combate a incêndio, daqueles que cabem nas ruas do centro histórico de Évora”, disse, notando que algumas viaturas da corporação “estão a ficar com muitos anos e com tecnologias ultrapassadas”.

“Quando houver acesso aos fundos comunitários talvez possamos adquirir um veículo urbano de combate a incêndio”, acrescentou.

Para além da nova viatura, de acordo com o responsável, a corporação também adquiriu 60 equipamentos de proteção individuais, num investimento de 78 mil euros.