Barragem do Caia em Elvas efetua descargas pelo 2.º ano consecutivo

A Barragem do Caia, no concelho de Elvas, atingiu os 98,62% da capacidade de armazenamento de água e está esta sexta-feira a proceder a descargas de superfície, pelo segundo ano consecutivo, revelou a associação gestora.

Contactado pela agência Lusa, João Ramalho, da Associação de Beneficiários do Caia (ABCAIA), indicou que as descargas de superfície foram iniciadas pelas 10:30, tendo esta medida sido comunicada às populações dos concelhos de Elvas e Campo Maior, através da página de Internet da entidade.

Recordando que a “última vez” que se tinham efetuado descargas nesta albufeira foi “em janeiro de 2023”, João Ramalho afiançou que, com a situação atual, as campanhas agrícolas “estão asseguradas pelo menos até 2025”.

Graças à chuva que tem caído nos últimos tempos, a albufeira atingiu os 98,62% da sua capacidade de armazenamento, o que corresponde a mais de 187,3 milhões de metros cúbicos (m3) de água, segundo informações que constam do ‘site’ da ABCAIA, consultado pela Lusa.

A Barragem do Caia foi construída em 1963 e tem capacidade para armazenar 190 milhões de m3 de água, abastecendo os concelhos de Elvas, Campo Maior, Arronches e Monforte, todos do distrito de Portalegre, além de servir para a agricultura.

Depois de ser descarregada e libertada desta albufeira, a água vai seguir o seu trajeto pelo rio Caia, entrando a seguir no curso do rio Guadiana, após o que culminará na Barragem do Alqueva.

No mesmo distrito alentejano, também as barragens do Maranhão (Avis) e de Montargil (Ponte de Sor) estão com uma situação positiva, devido à chuva que tem caído, e já tiverem de efetuar descargas este ano, disse à Lusa José Núncio, da Associação de Regantes e Beneficiários do Vale do Sorraia (ARBVS).

E estas duas albufeiras “podem vir a ter novas descargas a qualquer momento, se continuar a chover assim”, assinalou o responsável, indicando que estão asseguradas as campanhas agrícolas “deste ano e do ano que vem”.

A barragem do Maranhão está hoje com 95% da sua capacidade de armazenamento, enquanto a de Montargil atingiu os 100%, segundo a página de Internet da ARBVS.

A Câmara de Marvão, igualmente no distrito de Portalegre, informou que, esta semana, foi realizada uma descarga de fundo na Barragem da Apartadura, com o objetivo de baixar o caudal de água armazenada.

De acordo com informação recolhida pelo município junto do Sistema Nacional de Informação de Recursos Hídricos, esta barragem tinha atingido, no final do mês de janeiro, a sua capacidade máxima, 7,4 milhões de m3 de armazenamento de água.

A Barragem da Apartadura abastece os concelhos de Castelo de Vide, Marvão e Portalegre.