Autarcas exigem ao Governo intervenções “urgentes” em estradas degradadas

 

Os presidentes dos municípios alentejanos de Barrancos, Moura, Mourão (PS) e Vidigueira (CDU) exigiram, numa reunião com o ministro das Infraestruturas, em Lisboa, intervenções “urgentes” nas estradas degradadas que servem os concelhos.

 

A reunião foi agendada pelo ministro das Infraestruturas e da Habitação, Pedro Nuno Santos, após a marcha lenta que os quatro municípios realizaram em março para protestarem contra a degradação das estradas nacionais 258, 385, 386 e 387 e da regional 258, exigirem melhores acessibilidades e chamarem a atenção do Governo para os problemas de mobilidade nos concelhos.

 

Em declarações à agência Lusa, no final da reunião, o presidente da Câmara de Moura, Álvaro Azedo, disse que os autarcas exigiram ao ministro uma “intervenção urgente e profunda” nas estradas que compõem o eixo Barrancos, Moura e Vidigueira e na Ponte do Sobreiro, situada entre Moura e Mourão.

 

Por outro lado, frisou, na reunião, os autarcas “vincaram” que, até uma eventual intervenção “de fundo” no eixo e na ponte, tem de “haver um trabalho de manutenção das vias pela IP”.